Ciclo Aventura Chapada Diamantina - Mucugê

Evento Realizado

O que rolou:

1º DIA

Bom, pra começar a resenha já gostaria de agradecer ao coordenador/chefe do grupo Elsão e aos demais companheiros que fizeram dessa Ciclo Aventura uma experiência inesquecível para mim que foi a primeira vez que visitei Mucugê e certeza que sempre será um privilégio para aqueles que pedalam pela Chapada.

Iniciamos nosso primeiro dia de pedal depois de sairmos bem cedinho de Salvador e chegarmos em Mucugê por volta do meio dia, sem perder tempo nos organizamos de forma rápida, acomodando os equipamentos e mochilas pessoais em nossos quartos na Pousada que por sinal, incrível! Com uma vista fundo linda para o Cemitério Bizantino e para um dos 7 Cruzeiros espalhados pela Cidade, logo em seguida almoçamos, demos um pequeno tempo e... PARTIU PEDAL #BORAMURAL , saindo da Pousada com tudo pronto fomos em direção ao Cemitério Bizantino tiramos nossa primeira foto alinhado no padrão do MURAL e em seguida começamos a seguir pela estrada até darmos início a nossa primeira trilha desta Aventura, pois bem, nada mais nada menos que iniciamos em um dos prólogos bem técnicos do Brasil Ride, um trecho incrível, bastante técnico capaz de lapidar as habilidades do grupo inteiro, ”engolindo” pedra por pedra com o desafio de “zerar” qualquer pequena descida e/ou subida pelo caminho.

No inicio da trilha talvez não tínhamos 30 minutos pedalando por esse trecho, eu já tinha caído no mínimo umas 10 vezes, destemido que sou, caio mermo! KK E CAIO PRA CIMA VIU!? Isso mesmo, o tempo todo nós queremos nos desafiar fazendo com que fiquemos focado em vencer um trecho de descida, em seguida sempre tinha trechos com subidas EM PEDRAS onde requer muita habilidade e de tanto cair subindo a gente foi melhorando muito o que faz elevar o “Nílvio” técnico.

Saindo dessa parte mais técnica partimos por trechos de single track super divertidos, bem rápidos, sempre técnicos , contemplando de paisagens e biodiversidades incríveis da nossa Chapada Diamantina , passamos por trechos de Downhill , atravessamos riachos até chegar na Cachoeira da Sibéria, e paramos para contemplar a beleza e a energia desse lugar, sem contar que também rolou um banho gelado em alguns dos poços ali apresente, um banho regenerativo num lugar top banhado pelas águas do rio Paraguaçu . Só alegria!! Turma toda pronta pra outra, então vamos voltar, todo aquele downhill que tínhamos descido, agora o desafio é subir, e lá vamos nós, no caminho da volta nosso querido Chefinho Elsão teve um contratempo com sua bike, quebrando o martelete do freehub, e isso foi problema? Claro que não, o homem é bruto demais, seguiu pelos singles traks correndo e empurrando a bike e lá vai ele... antes de voltarmos para cidade de Mucugê paramos para conhecer outro lugarzinho bem bacana , o Projeto Sempre VIVA, projeto qual tem a finalidade de proteger as espécies da flora que estão em extinção, além disso curiosidades da época do garimpo na região e aproveitamos para apreciar um delicioso café, não demorou muito tempo para a chegada da noite e partimos rumo a Pousada, onde não perdemos tempo, acomodamos nossas bikes, todos nós de banho tomado, fomos curtir a noite em Mucugê, onde podemos comemorar pelo primeiro dia de trilha que tivemos na programação da nossa aventura. Elizio Ribeiro.

2º Dia

Foi a minha primeira Ciclo Aventura e já estreei com o que existe de mais TOP em MTB. A Ciclo Aventura Chapada Diamantina!

O primeiro dia foi fantástico, mas essa resenha não cabe a mim contar, então vamos para a véspera do segundo dia a noite...

As bicicletas de Elsão e Carol quebraram no primeiro dia, mas claro que Elsão logo encontrou em Mucugê o Sr Arnaldo Anjo da Guarda que conseguiu dar jeito nas duas bikes. Quando comentamos com ele que iríamos descer o “Capa Bode” no dia seguinte, o Sr. Arnaldo arregalou os olhos com expressão de espanto e disse que era muito íngreme.... As muraletes (eu - Lívia, Carol e Paulinha) sentiram aquele friozinho na barriga pelo desafio que estava por vir. Mas desafio é com a gente mesmo. Muralista que é Bruta encara qualquer parada.