Trilha New Itaparica

Evento Realizado

O que rolou:

Faz um ano que sou membro do Mural de Aventuras. Fiz poucas trilhas; pois moro a 145km de Salvador. Nunca havia feito uma resenha. Eu já estava com vontade de relatar o que vivenciamos quando se participa de uma TRILHA com essa equipe.

Inscrevi-me duas semanas antes; estimulada pelo vídeo que foi postado sobre essa trilha – relativo ao desafio do ano passado. Na sexta-feira fui para Salvador pensando e programando a hora que ia dormir e o quanto eu ia descansar. A responsabilidade e pressão de poder acompanhar o grupo eram grandes. Uma vez que meu irmão desistiu de participar e fiquei só como representante da família Cezimbra. Dormi cedo e despertei 1:30h da madrugada... Oba, ainda tenho 3 horas de sono (pensei). A ansiedade antes de um pedal existe. Não só pra mim. Os relatos são iguais. De muitos ciclistas, por mais experientes que sejam.

Tudo já combinado com Elsão, fiquei posicionada as 5:05h para descermos a Contorno, com o grito típico – “Bora Mural!” Recebemos os meninos. Embarcamos no ferry de 5:40h, juntamente Sérgio, Bruno, Pial, Tacalhepau (Jean) e Fábio. Depois que o ferry zarpou foi que Elson se deu conta do adiantar da hora. Sentadinhos no chão da embarcação, formamos uma roda. Lembrei-me de quando éramos crianças. Fui percebendo como essa equipe tem comprometimento com o ciclismo e cumplicidade com seus membros. O papo fluindo e o entrosamento me fez sentir acolhida!

Um lanche após o desembarque... Recebemos mais um membro guerreiro, vindo de Santo Antônio de Jesus para participar do pedal - Carol (uma simpatia de pessoa). Quando o resto da equipe chegou, nos agrupamos para a contagem. Éramos 13 ciclistas. Sem mais delongas, fomos rumo à trilha. A esta altura eu já estava me sentindo em casa...

No primeiro trecho da trilha descemos por uma mata, onde formava um caminho "single track", até um mangue desviando pra lá e pra cá. Já me dei conta do nível 4 da TRILHA! Foi quando percebi a grandeza do meu desafio. Uma vez que os meus treinos são apenas para resistência! O jeito foi me entregar pra ver no que dava... Chegamos no citado mangue. Quando vi a lama gritei para o “mineiro” – “Vai na frente que você veio de moto”. (É que o pneu do cara parecia de brinquedo, acho que deve ser 4.0 de largura, sei lá, sou ignorante no assunto, mas achei que ele estava de “velotrol”!) Pra surpresa de todos, o rapaz carregou a bike e “adiantou” o seu lado. Aí a galera não “perdoou”! Foi vaia pra todo lado... e eu curtindo tudo! Elson tirou fotos e anunciou que íamos voltar pelo mesmo caminho.

Aí pensei: Vou adiantar pra não fazer feio... Só que subi empurrando a bike até onde senti firmeza e fui puxando a trilha (numa pressa considerável). Ouvi Elson gritar: “é Dani quem estar puxando?” “Me liguei!” Não conhecia o caminho... Posicionei-me atrás novamente.


Como me sentia confortável vencendo os obstáculos, vibrava de emoção! Eu não acreditava no que eu estava fazendo. Ou acompanhava, ou chorava! Neste ponto eu ia dizendo pra Jalmir e Carol: “tenham paciência comigo!” Muitas vezes eu tinha que “desclipar” pra não cair. O equilíbrio é meu ponto fraco, mas com as dicas da galera a gente ia melhorando.

Seguimos para um lugar no meio da mata com um lago lindíssimo. Tinha uma rampa de uns 80º de inclinação. Sem pensar, me joguei com tudo... Uma sensação maravilhosa. A galera ficou subindo e descendo neste barranco. Tentei subir a parte mais difícil e graças a uma árvore no meio eu não caí totalmente... Apenas trombei!

Na sequência, Piau ficou de anjo e eu caí algumas vezes. Perdi até a conta. Mas, pra quem tem medo de ir numa aventura dessas posso dizer, com certeza: a galera apoia! Eu caía e levantava sem demora, com um sentimento de superação só pensava em seguir. É claro que houve um pouco de nervoso. Nervosismo só atrapalha. Torci o pé e caí novamente. Piau me levantou preocupado... Eu disse: estou nervosa! Carol, me apoiando, falou que também estava nervosa, é normal. E segui.

Jean quebrou a “gancheira” e ficamos conversando enquanto a equipe resolvia como ele iria prosseguir – sem aquela peça de reposição. Elson ressaltou que avisou sobre a importância de levar essa peça em uma trilha dessa natureza. Pacientemente todos ajudam. Todos esperam. Uma equipe de verdade! E eu gostando do descanso... Jean ficou sem a “gancheira” e sem passar marcha. Seguiu com o grupo sem reclamar.


Fomos até uma praia deserta e pedalamos um pouco na areia dura... Seguimos para as ruínas mais antigas entre as igrejas do Brasil (Igreja do Nosso Senhor da Vera Cruz) Por fim, seguimos para o almoço.

No restaurante a organização da equipe foi bem legal. Todos comeram e beberam e alguns dormiram. Não senti vontade. Já Serjão foi pra dentro da casa da senhora! Atrás de silêncio... Acho! - Eu só pensava como ia conseguir pedalar depois do almoço. Esse povo é doido!? “Comi pouco”. Sou precavida!

Dito e certo, a volta foi muito mais radical! Curta, porém Radical! Mata fechada, o ciclista ia avançando... Subimos uma montanha (inventei um jeito novo de pedalar. Parecia criança empurrando a bike - montada e subindo com os pés nas paredes. Só tinha espaço para os pneus!). Uma loucura! Eu ria de mim mesma...

E pra descer!? Fiquei sem acreditar no que eu era capaz. Várias vezes quase fui ao chão! Parecia que a alma ia sair do corpo. Mas dessa vez não caí! Cheguei orgulhosa.

O apoio do grupo, como já era esperado, foi sensacional. Voltando à pista pra embarcarmos no ferry, Jean falou: vamos nos agrupar com a galera lá na frente. Afeee, mas será possível? Eu gritei logo: estou agrupada aqui com quem está atrás... Risos.


Já no ferry, o papo sobre a trilha foi estimulante, principalmente porque os meninos disseram que me saí bem. Com o incentivo, próprio do grupo, me senti orgulhosa. Nível 4, eu!? Tô bem!!! Pensei. Toda feliz!

Voltamos pedalando pra casa. Foram: 15 km indo até o ferry, 40km da trilha e 15km de volta pra casa... Total: 70km.

O que extraímos de um dia como esse? Desafio, superação, amizade, alegria, orgulho e realização. Esse é o Mural de Aventuras! Dani Cezimbra.

Clique aqui para ver o álbum de fotos.



Sobre o evento:

Dia 27/01 (sábado) iremos fazer a aventura que foi a grande descoberta de 2017! Descobrimos e mapeamos novos trajetos o locais top´s no perdidão da Ilha de Itaparica. Essa é uma aventura que surpreende pela sua beleza e variação de terrenos, existem locais de Ilha de Itaparica que poucas pessoas conhecem, vamos lá para curtir!

Recomendações: Estar bem alimentado, levar bastante água, alimentos e materiais para pequenos reparos na bicicleta (câmera, bomba, ferramentas, chave de corrente, gancheira, etc). Levar lanterna de bike e pisca-pisca, possibilidade de retorno a noite!

Importante: Iremos entrar no Ferry de bike, quem quiser pode deixar o carro no estacionamento da entrada do Ferry ou da Feira de São Joaquim.


PROCEDIMENTO PARA CONFIRMAR PARTICIPAÇÃO:

  1. CONFIRMAÇÃO SOMENTE ATÉ O DIA 25/01 ás 17h (quinta-feira) OU ENQUANTO HOUVER VAGAS DISPONÍVEIS.
  2. As vagas são limitadas, para confirmar participação (reservar vaga) deve ser feito o depósito no valor de R$ 25,00 (vinte e cinco reais) referente a reserva do almoço.
  3. Após realizar o depósito enviar comprovante para o e-mail muraldeaventuras@gmail.com.

Contas para Depósito:

Banco do Brasil

Ag. 3884-9

CC. 35.315-9


Itau

Ag. 0556

CC. 11767-9


Caixa Econômica Federal

Ag. 3413

Op. 001

CC. 23956-0


Bradesco

Ag. 7125

CC. 17879-9


ATENÇÃO: Em caso de desistência o valor depositado não será devolvido. A reserva é pessoal e intransferível, mesmo que entre outra pessoa na vaga o valor não será devolvido. Portanto, somente faça o depósito se tiver certeza da participação. Isso visa minimizar as constantes desistências que prejudicam a participação de outros interessados.

VEJA O VÍDEO DA TRILHA ABAIXO:


CLIQUE NOS LINK's ABAIXO E VEJA COMO FOI AS ÚLTIMAS TRILHAS:

http://muraldeaventuras.blogspot.com.br/2017/12/trilha-new-ilha-de-itaparica-perdidao.html

http://muraldeaventuras.blogspot.com.br/2017/02/trilha-na-ilha-de-itaparica-como-eu.html

http://muraldeaventuras.blogspot.com.br/2016/08/trilha-na-ilha-de-itaparica-levante.html

http://muraldeaventuras.blogspot.com.br/2015/11/trilha-da-ilha-de-itaparica-mutacao.html

http://muraldeaventuras.blogspot.com.br/2015/01/trilha-na-ilha-de-itaparica.html

http://muraldeaventuras.blogspot.com.br/2014/06/trilha-na-ilha-de-itaparica-o-pedal-no.html

http://muraldeaventuras.blogspot.com.br/2013/12/trilha-na-ilha-de-itaparica.html

http://muraldeaventuras.blogspot.com.br/2013/08/trilha-na-ilha-de-itaparica-o-poneis.html

http://muraldeaventuras.blogspot.com.br/2013/04/trilha-na-ilha-de-itaparica-pedal-no.html

http://muraldeaventuras.blogspot.com.br/2013/01/trilha-na-ilha-de-itaparica-o-inverso.html

http://muraldeaventuras.blogspot.com.br/2012/10/trilha-na-ilha-de-itaparica-pedalando.html

http://muraldeaventuras.blogspot.com.br/2012/05/trilha-na-ilha-de-itaparica.html

http://muraldeaventuras.blogspot.com.br/2011/10/trilha-de-aniversario-do-mural-na-ilha.html

http://muraldeaventuras.blogspot.com/2011/03/trilha-na-ilha-de-itaparica.html

http://muraldeaventuras.blogspot.com/2010/12/trilha-na-ilha-de-itaparica.html

Participantes do evento:

today
Data:

27/01/2018

format_list_numbered
Pontuação:

Vale 6 pontos

timeline
Distância:

50Km

receipt
Participação:

Somente Muralistas

group
Vagas:

15

room
Cidade - UF:

Ilha de Itaparica - BA

my_location
Local de Encontro:

Entrada do Ferry Boat às 5:20, para pegarmos o Ferry das 06:10. ATENÇÃO: FERRY não espera!!!

beenhere
Dificuldade:

Nível 4 - Médio Alto

terrain
Tipo:

Trilha

local_activity
Inscrição:

R$ 25.00